O NATAL ESTÁ ACABANDO?

Basta que andemos pelas ruas da cidade para que percebamos, de forma clara e incontestável, o quanto as marcas do cristianismo tem desaparecido da vida da sociedade transmoderna.


Já não vemos mais tantas árvores de natal. Já não vemos mais os presépios que adornavam shoppings e casas comerciais. Já não vemos, nem mesmo, as tradicionais luzes que enfeitavam, outrora, todas as varandas da cidade. Até mesmo o “imortal” papai Noel anda sumido dessa época.


Claro, eu sei que papai Noel, presépio, luzes, árvore de Natal e similares nada tem a ver com o cristianismo. Esses elementos, todos sabemos, foram introduzidos à essa época, a natalina, pela sociedade de mercado, sociedade essa que transforma tudo em negócio.


Quando digo que as marcas do cristianismo estão sumindo de nossa sociedade, eu não me refiro a essas coisas supracitadas, eu me refiro à motivação que levava as pessoas a investirem nessas coisas supracitadas.